Domingo, 05 de Dezembro de 2021 14:04
11 93253-3337
BRDE Paraná

Fitch Ratings dá nota alta ao BRDE e ressalta modelo de negócios da instituição

A nota AA (Bra) significa o Banco estar no mesmo patamar de outras instituições públicas como Banco do Brasil, BNDES e Caixa Econômica Federal.

05/08/2021 15h35
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
© BRDE
© BRDE

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) apresenta uma classificação de risco de crédito, em escala local e a longo prazo, de nota AA (Bra). A marca significa que o banco está no mesmo patamar de outras instituições públicas como Banco do Brasil, BNDES e Caixa Econômica Federal. A avaliação acaba de ser emitida pela Fitch Ratings, uma das agências mais conceituadas do mercado financeiro internacional.

No relatório, a Fitch mencionou que o “banco possui um modelo de negócios estável” e destacou as medidas emergenciais de socorro à economia adotadas durante a pandemia de Covid-19. De maneira específica, a agência salientou o papel do programaBRDE Recupera Sul na retomada da economia da região Sul do País “com o objetivo de dar suporte a empresas (principalmente micro e PMEs) e microempreendedores individuais (MEI) afetados direta ou indiretamente pela pandemia de coronavírus”.

O documento identifica, também, o papel do BRDE em termos de apoiar o desenvolvimento nos estados onde atua na concessão de financiamento, em maior escala para empresas privadas e cooperativas.

“A avaliação demonstra que o BRDE vem cumprindo com seu papel estratégico em auxiliar diferentes segmentos durante a pandemia e apostar fortemente numa retomada pós-crise”, disse o vice-presidente e diretor de operações, Wilson Bley Lipski. “Essa estabilidade em termos de risco em momento de tamanhos desafios, por sua vez, mostra que a instituição tem parâmetros muito sólidos em termos de gestão”.

INDICADORES– No relatório, a Fitch descreve que, em 2020, os indicadores de qualidade dos ativos do banco estavam estáveis e ainda se comparavam favoravelmente com os de pares brasileiros com o mesmo perfil de desempenho (os créditos na faixa ‘D–H’ da escala do Banco Central corresponderam a 3,9%, contra 3,8% em 2019 e 4,5% em 2018).

Em escala internacional, de longo prazo, a classificação de risco em moeda estrangeria que a Fitch atribuiu ao BRDE é de BB-. A classificação decorre do risco do Brasil em escala global (mesmo rating ao soberano).

Ainda no mês de julho, o BRDE recebeu avaliação positiva de outra agência de rating. Conforme a Moody´s Local, que presta serviços a diferentes instituições financeiras do País, o banco mereceu classificação de longo prazo, escala nacional, em A.br, com perspectiva estável.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias